Para mim uma das coisas que me deixa muito, mais muito feliz na cozinha é ver minha geladeira bem organizada e colorida, que além de agradar os olhos, também ajuda você a não desperdiçar alimentos, evitar cheiros desagradáveis, economizar tempo, dinheiro e até ajuda a emagrecer. Sim, uma geladeira bem organizada pode inspirar você a ter hábitos mais saudáveis.

Segue aqui algumas dicas de como eu organizo a minha geladeira da vida real. Falo isso porque com a vida corrida do Canadá, dois filhos pequenos e um marido em casa não dá para ter aquela geladeira de comercial de TV, com poucos produtos e arrumada de forma perfeita e com espaços de sobra. Sim, isso mesmo, minha geladeira é muito pequena e por aqui somos 4 e nós comemos bastante frutas e vegetais.

Comece limpando a sua geladeira

Antes de entrar no modo de organização completo, convém limpar e desinfetar todas as superfícies na parte interna da geladeira. Isso tem mais do que benefícios estéticos, pois uma geladeira higienizada significa menos chances de doenças e contaminação de origem alimentar.

Cada coisa no seu lugar

Ao colocar itens nas prateleiras, considere o que faz mais sentido para você – e para a comida em si. A maioria das pessoas mantém o leite na prateleira superior ou na porta, mas ele deve ser colocado na parte de trás da prateleira inferior, onde está mais frio. Se você consome muito, assim como eu, pode deixar apenas uma garrafinha na porta e guardar os sacos de leite na parte mais fria. O mesmo vale para os ovos: armazene os ovos em recipientes apropriados nas prateleiras central ou superior, onde as temperaturas são mais consistentes. Reserve a porta da geladeira para condimentos, manteigas, queijos macios e sucos processados.

Uma dica importante sobre ovos é que você não deve lavá-los para armazenar, pois eles já vêm com uma película natural que protege o interior do produto contra a invasão de microorganismos. Lave-os bem apenas minutos antes de consumir.

Menos é mais

Quanto mais embalada está a comida na sua geladeira, mais difícil será manter o controle do que está dentro, dificultando a sua utilização e inevitavelmente levando a mais desperdício de alimentos. Manter as coisas arrumadas e organizadas torna a comida dentro da geladeira mais atraente.

Evite comprar a granel

Itens a granel são ótimos para a despensa, mas terríveis para a geladeira. Quando se trata de produtos perecíveis, compre apenas o que você precisa para a semana. Mesmo que os preços a granel de frutas e vegetais sejam tentadores, eles geralmente acabam sendo desperdiçados. Além do que, aqui no Canadá, espaço é um item de luxo que a maioria das pessoas não tem. A minha geladeira aqui, por exemplo, é metade do tamanho da que eu tinha no Brasil. Ou seja, compre realmente o que você precisa.

Use recipientes transparentes

Como você vai usar seus alimentos se não consegue ver. Ser capaz de ver o que você tem na geladeira, usando recipientes transparentes para armazená-los é uma das melhores maneiras de garantir que eles sejam consumidos. Eu, particularmente, procuro usar ao máximo os containers de vidro com tampas de pressão, pois acho mais higiênicos do que os de plásticos e não ficam com cheiros. Uso também sacolas retornáveis para evitar comprar usando sacolas plásticas dos supermercados. Consumo consciente.

Prolongue a vida de suas sobras

As sobras de comida ou ingredientes devem sempre ser mantidas também em recipientes transparentes, para que você consiga identificar melhor e com isso consumir mais rapidamente. Uma sugestão é você sempre colar uma etiqueta (uso fita crepe) no recipiente com a data que você guardou a sobra, dessa forma você nunca ficará adivinhando o quão fresco é um prato.

Leia também:
Uma sopa nutritiva para reduzir o desperdício e aproveitar todas as sobras da geladeira

Crie uma zona de lanches inteligente

Sua zona de lanches inteligentes é uma área da geladeira que deve estar ao nível dos olhos quando você abre a porta, principalmente das crianças. Essa prateleira deve ser carregada com opções saudáveis de lanches rápidos, como frutas e legumes picados, e fontes de proteínas magras, como ovos cozidos, iogurte e hummus.

Armazene carne e frutos do mar com segurança

Mantenha a carne crua e os frutos do mar perto da parte inferior da geladeira, onde é mais fresco e eles não podem pingar e possivelmente contaminar os itens abaixo. Como backup você ainda pode usar uma assadeira pequena com borda para manter os gotejamentos contidos. Porém ainda prefiro armazenar em containers fechados e comprar apenas o que eu vou consumir na semana.

Use bem suas gavetas de produtos

A gaveta de baixa umidade é perfeita para produtos com pele como maçãs e peras. A gaveta de alta umidade é ótima para verduras e vegetais crucíferos, como brócolis. Você consegue mantê-los frescos por mais tempo, colocando uma camada de toalhas de papel na parte inferior das gavetas antes de carregá-las com frutas e vegetais. As toalhas de papel coletam pequenos pedaços de brócolis ou cascas de cebola que tendem a cair com o tempo. Substitua-as a cada duas semanas para facilitar a limpeza.

Filtro de ar fresco

Do que adianta ter uma geladeira bonita e organizada se ela cheira mal quando você a abre? Por isso uso o filtro de ar da Arm & Hammer Pure Baking Soda na parede interna da minha geladeira para absorver e desodorizar odores. Se a coisa está feia na sua geladeira, abra uma caixa nova de bicarbonato de sódio e cole-a em uma das prateleiras por 12 horas.

Guia de Armazenamento de Alimentos Frios

Siga as orientações abaixo para armazenar alimentos na geladeira e no freezer. Os menores prazos para alimentos refrigerados em casa ajudarão a evitar que estraguem ou se tornem perigosos para comer. Segundo a Food Safety and Inspection Service (FSIS), as diretrizes para armazenamento no congelador são apenas de qualidade – alimentos congelados armazenados continuamente a 0°F ou menos podem ser mantidos indefinidamente.

Comida Tipo Geladeira
(40 ° F ou menos)
Congelador
(0 ° F ou menos)
Salada Saladas de ovo, frango, presunto, atum e macarrão 3 a 4 dias Não congela bem
Cachorros quentes Pacote aberto 1 semana 1 a 2 meses
Pacote fechado 2 semanas 1 a 2 meses
Carne de almoço Pacote aberto ou
delicatessen cortado
3 a 5 dias 1 a 2 meses
Pacote fechado 2 semanas 1 a 2 meses
Bacon e linguiça Bacon 1 semana 1 mês
Salsicha, crua, de frango, peru, porco ou carne 1 a 2 dias 1 a 2 meses
Salsicha, totalmente cozida, de frango, peru, porco ou carne 1 semana 1 a 2 meses
Hambúrguer e outras
carnes moídas
Hambúrguer, carne moída, peru, vitela, porco, cordeiro e suas misturas 1 a 2 dias 3 a 4 meses
Carne fresca, vitela,
cordeiro e porco
Bifes 3 a 5 dias 4 a 12 meses
Costeletas 3 a 5 dias 4 a 12 meses
Assados 3 a 5 dias 4 a 12 meses
Presunto Fresco, não curado, cru 3 a 5 dias 6 meses
Fresco, não curado, cozido 3 a 4 dias 3 a 4 meses
Curado, cozinhe antes
de comer ou cru
5 a 7 dias ou
data de validade
3 a 4 meses
Totalmente cozinhado, selado a vácuo na fábrica, fechado Data de “uso até” 1 a 2 meses
Cozido, embalado em loja, inteiro 1 semana 1 a 2 meses
Cozido, embrulhado em loja, fatias, metade ou corte em espiral 3 a 4 dias 1 a 2 meses
Presunto, cozido 1 semana 1 mês
Enlatado, rotulado “Manter refrigerado”, fechado 6 a 9 meses Não congele
Enlatado, estável em
prateleira, aberto. Nota : Um presunto enlatado fechado e estável em prateleira pode ser armazenado em temperatura ambiente por 6-9 meses.
5 a 14 dias 1 a 2 meses
Presunto presunto, parma ou serrano, tipo italiano ou espanhol seco, cortado 2 a 3 meses 1 mês
Aves de capoeira frescas Frango ou peru, inteiros 1 a 2 dias 1 ano
Frango ou peru, pedaços 1 a 2 dias 9 meses
Ovos Ovos crus com casca 3 a 5 semanas Não congele. Bata as gemas e os brancos juntos e congele.
Claras e gemas cruas, as gemas não congelam bem 2 a 4 dias 12 meses
Ovo cru acidentalmente
congelado com casca
Use imediatamente após descongelar Mantenha congelado e depois leve à geladeira para descongelar
Ovos cozidos 1 semana Não congele
Substitutos de ovo,
líquido não aberto
1 semana Não congele
Substitutos de ovo, líquido aberto 3 dias Não congele
Substitutos de ovos,
congelados, fechados
Após o descongelamento, 1 semana ou consulte a data de validade 12 meses
Substitutos de ovos,
congelados, abertos
Após o cozimento, 3 a 4 dias ou consulte a data de validade Não congele
Bandeja com ovos 3 a 4 dias Após o cozimento, 2 a 3 meses
Gemada comercial 3 a 5 dias 6 meses
Gemada, caseiro 2 a 4 dias Não congele
Tortas: Abóbora ou noz-pecã 3 a 4 dias Após o cozimento, 1 a 2 meses
Tortas: Creme e chiffon 3 a 4 dias Não congele
Quiche com recheio 3 a 5 dias Após o cozimento, 2 a 3 meses
Sopas e ensopados Vegetais ou carne adicionados 3 a 4 dias 2 a 3 meses
Sobras Carnes cozidas ou
aves de capoeira
3 a 4 dias 2 a 6 meses
Nuggets ou rissóis de frango 3 a 4 dias 1 a 3 meses
Pizza 3 a 4 dias 1 a 2 meses

Fonte: Food Safety and Inspection Service (FSIS) – U.S. Department of Health & Human Services, 2020

🍁
Bjo, Li

Anúncios